[svnbook-pt-br commit] r284 - trunk/book

codesite-noreply at google.com codesite-noreply at google.com
Sun Nov 23 00:26:22 CST 2008


Author: mfandrade
Date: Sat Nov 22 22:26:09 2008
New Revision: 284

Modified:
    trunk/book/ch01-fundamental-concepts.xml

Log:
Revisão ortográfica automatizada (via aspell) do capítulo 1 - Conceitos  
Fundamentais.

Modified: trunk/book/ch01-fundamental-concepts.xml
==============================================================================
--- trunk/book/ch01-fundamental-concepts.xml	(original)
+++ trunk/book/ch01-fundamental-concepts.xml	Sat Nov 22 22:26:09 2008
@@ -116,7 +116,7 @@

        <para>Muitos sistemas de controle de versão usam o modelo
          <firstterm>lock-modify-unlock</firstterm>  
(travar-modificar-destravar)
-        para resolver o problema de vários autores destruirem o trabalho  
uns
+        para resolver o problema de vários autores destruírem o trabalho  
uns
          dos outros. Neste modelo, o repositório permite que apenas uma
          pessoa de cada vez altere o arquivo. Essa política de exclusividade
          é gerenciada usando locks (travas). Harry precisa <quote>travar
@@ -345,9 +345,9 @@
  </screen>

        <para>Na segunda sintaxe, você precisa colocar a URL entre aspas
-        de modo que o caracter de barra vertical não seja interpretado
+        de modo que o caractere de barra vertical não seja interpretado
          como um pipe. Além disso, note que a URL utiliza barras normais,
-        enquanto no Windows os paths (não URLs) utilizam barra  
invertida.</para>
+        enquanto no Windows os caminhos (não URLs) utilizam barra  
invertida.</para>

        <note>
          <para>URLs <literal>file://</literal> do Subversion não podem
@@ -365,7 +365,7 @@
        <para>Por último, convém notar que o cliente Subversion vai
          automaticamente codificar as URLs conforme necessário, de
          forma semelhante a um browser. Por exemplo, se a URL contiver
-        espaços ou algum caracter não ASCII:</para>
+        espaços ou algum caractere não-ASCII:</para>

        <screen>
  $ svn checkout "http://host/path with space/project/españa"
@@ -458,7 +458,7 @@
  </screen>

        <para>A lista de letras A na margem esquerda indica que o
-        Subversion está adicionando um certo número de ítens à
+        Subversion está adicionando um certo número de itens à
          sua cópia de trabalho. Você tem agora uma cópia pessoal
          do diretório <filename>/calc</filename> do repositório,
          com uma entrada adicional - <filename>.svn</filename> -
@@ -485,7 +485,7 @@
  </screen>

        <para>Agora as suas alterações no arquivo <filename>button.c
-      	</filename> foram <quote>comitadas</quote> no repositório, com uma  
nota
+      	</filename> foram <quote>submetidas</quote> no repositório, com uma  
nota
        	descrevendo as suas alterações (especificamente você corrigiu
        	um erro de digitação). Se outros usuários fizerem check out
        	de <filename>/calc</filename>, eles verão suas alterações
@@ -594,12 +594,12 @@
          feitas em qualquer número de arquivos o diretórios como uma única
          transação atômica. Em sua cópia de trabalho, você pode alterar o  
conteúdo
          de arquivos; criar, deletar, renomear e copiar arquivos e  
diretórios;
-        e então comitar um conjunto completo de alterações em uma transação
+        e então submeter um conjunto completo de alterações em uma  
transação
          atômica.</para>

        <para>Por <quote>transação atômica</quote>, nos entendemos  
simplesmente
  	isto: Ou são efetivadas todas as alterações no repositório, ou nenhuma
-	delas. O Subversion tenta manter esta atomicidade em face de crashes
+	delas. O Subversion tenta manter esta atomicidade em face de quebras ou  
travamentos
  	do programa ou do sistema, problemas de rede ou outras ações de
  	usuários.</para>

@@ -630,7 +630,7 @@
            os números de revisão do Subversion se aplicam à
            <emphasis>árvore inteira</emphasis>, não a arquivos individuais.
            Cada número de revisão refere-se a uma árvore inteira, um estado
-          particular do repositório após determinadas alterações serem  
comitadas.
+          particular do repositório após determinadas alterações serem  
submetidas.
            Uma outra forma de pensar a respeito é imaginar que a revisão
            N representa o estado do sistema de arquivos do repositório após  
o
            N-ésimo commit. Quando os usuários do Subversion falam sobre a
@@ -781,7 +781,7 @@

        <para>Isto pode soar como muito para acompanhar, mas o comando
          <command>svn status</command> mostrará para você o estado de
-        qualquer ítem em seu diretório local. Para maiores informações
+        qualquer item em seu diretório local. Para maiores informações
          sobre este comando, veja
          <xref linkend="svn.tour.cycle.examine.status" />.</para>

@@ -802,7 +802,7 @@

        <!-- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -  
-->
        <sect3 id="svn.basic.in-action.mixedrevs.update-commit">
-        <title>Updates e Commits são Separados</title>
+        <title>Atualizações e Submissões são Separados</title>

          <para>Uma das regras fundamentais do Subversion é
            que uma ação de <quote>push</quote> não causa um
@@ -855,7 +855,7 @@
            um comando <command>svn commit</command>, sua cópia local
            acabará tendo uma mistura de revisões. As coisas que você acabou
            de publicar são marcadas com um número de revisão maior que todo
-          o resto. Após vários commits (sem updates entre eles) sua cópia
+          o resto. Após várias submissões (sem atualizações entre eles)  
sua cópia
            local irá conter uma completa mistura de revisões. Mesmo que você
            seja a única pessoa utilizando o repositório, você ainda verá  
este
            fenômeno. Para analisar a sua mistura de revisões use o comando
@@ -889,7 +889,7 @@
            que a que você tem) de partes de sua cópia local para revisões
            anteriores; você irá aprender como fazer isso em <xref
            linkend="svn.tour"/>. Talvez você queira testar uma versão  
anterior
-          de um sub-módulo contido em um subdiretório, ou talvez queira
+          de um submódulo contido em um subdiretório, ou talvez queira
            descobrir quando um bug apareceu pela primeira vez eu arquivo
            específico. Este é o aspecto de <quote>máquina do tempo</quote>
            de um sistema de controle de versão - a funcionalidade que te  
permite
@@ -907,13 +907,13 @@

          <para>Primeiramente, você não pode publicar a deleção de um arquivo
            ou diretório que não esteja completamente atualizado. Se uma
-          versão mais nova do ítem existe no repositório, sua tentativa de
+          versão mais nova do item existe no repositório, sua tentativa de
            deleção será rejeitada, para prevenir que você acidentalmente
            destrua alterações que você ainda não viu.</para>

-        <para>Em segundo lugar, você não pode publicar alterações em  
meta-dados
+        <para>Em segundo lugar, você não pode publicar alterações em  
metadados
            de diretórios a menos que ele esteja completamente atualizado.
-          Você irá aprender a anexar <quote>propriedades</quote> aos ítens
+          Você irá aprender a anexar <quote>propriedades</quote> aos itens
            em <xref linkend="svn.advanced"/>. Uma revisão em um diretório  
local
            define um conjunto específico de entradas e propriedades, e  
assim,
            publicar alterações em propriedades de um diretório desatualizado


More information about the svn-pt_br mailing list