[svnbook-pt-br commit] r216 - trunk/book

codesite-noreply at google.com codesite-noreply at google.com
Thu Oct 23 21:10:10 CDT 2008


Author: blabos
Date: Thu Oct 23 19:07:24 2008
New Revision: 216

Modified:
    trunk/book/ch02-basic-usage.xml

Log:
Adicionada correção ortográfica parcial

Modified: trunk/book/ch02-basic-usage.xml
==============================================================================
--- trunk/book/ch02-basic-usage.xml	(original)
+++ trunk/book/ch02-basic-usage.xml	Thu Oct 23 19:07:24 2008
@@ -1,7 +1,7 @@
  <chapter id="svn.tour">
    <title>Uso Básico</title>

-  <para>Agora entraremos em detalhes do uso do Subversion.  Quando
+  <para>Agora entraremos nos detalhes do uso do Subversion.  Quando
      chegar ao final deste capítulo, você será capaz de realizar
      todas as tarefas necessárias para usar Subversion em um dia normal
      de trabalho.  Iniciará acessando seus arquivos que estão no Subversion,
@@ -28,7 +28,7 @@

      <para>Antes de continuar a leitura, aqui está o comando mais  
importante que
        você precisará quando usar o Subversion: <command>svn help</command>.
-      A linha de comando do cliente Subversion é auto-documentada—a
+      O cliente de linha de comando do Subversion é  
auto-documentado—a
        qualquer momento, um rápido <command>svn help
        <replaceable>SUBCOMANDO</replaceable></command> descreverá
        a sintaxe, opções, e comportamento do subcomando.</para>
@@ -69,9 +69,9 @@

        <para>O comando <command>svn import</command> é um modo rápido para
          copiar uma árvore de arquivos não versionada em um repositório,  
criando
-        diretórios intermediários quando necessário.  <command>svn
+        diretórios intermediários quando necessário. <command>svn
          import</command> não requer uma cópia de trabalho, e seus arquivos
-        são imediatamente submetidos ao repositório.  Este é tipicamente
+        são imediatamente submetidos ao repositório.  Isto é tipicamente
          usado quando você tem uma árvore de arquivos existente que você  
quer
          monitorar em seu repositório Subversion.  Por exemplo:</para>

@@ -98,7 +98,7 @@
  subdir/
  </screen>

-      <para>Note que após a importação finalizar, a árvore inicial
+      <para>Note que após a importação terminar, a árvore inicial
          <emphasis>não</emphasis> está convertida em uma cópia de  
trabalho.  Para
          começar a trabalhar, você ainda precisa obter(<command>svn
          checkout</command>) uma nova cópia de trabalho da árvore.</para>
@@ -142,7 +142,7 @@
      <title>Checkout Inicial</title>

      <para>Na maioria das vezes, você começa a usar um repositório
-      Subversion por efetuar um <firstterm>checkout</firstterm> de seu
+      Subversion fazendo um <firstterm>checkout</firstterm> de seu
        projeto.  Fazer um checkout de um repositório cria uma <quote>cópia  
de
        trabalho</quote> em sua máquina local.  Esta cópia contém
        o <literal>HEAD</literal> (revisão mais recente) do repositório
@@ -163,10 +163,10 @@
      <sidebar>
        <title>O que há em um Nome?</title>

-      <para>Subversion tenta arduamente não limitar o tipo de dado que você
+      <para>O Subversion tenta arduamente não limitar o tipo de dado que  
você
          pode colocar sob controle de versão.  O conteúdo dos arquivos e
          valores de propriedades são armazenados e transmitidos como dados  
binários, e
-        <xref linkend="svn.advanced.props.special.mime-type"/>
+        a seção <xref linkend="svn.advanced.props.special.mime-type"/>
          diz-lhe como dar ao Subversion uma dica de que operações
          <quote>textuais</quote> não têm sentido para um
          arquivo em particular.  Há umas poucas ocasiões, porém, onde o
@@ -177,28 +177,28 @@
          dados—por exemplo, nomes de propriedades, nomes de caminhos,  
e mensagens
          de log—como Unicode codificado em UTF-8.  Porém, isto não  
quer dizer
          que todas suas interações com o Subversion devam envolver UTF-8.
-        Como uma regra geral, clientes Subversion graciosa
-        e transparentemente manipulará conversões entre UTF-8 e o
+        Como uma regra geral, os clientes Subversion graciosa
+        e transparentemente manipularão as conversões entre UTF-8 e o
          sistema de codificação em uso em seu computador, caso tal conversão
-        possa ser feita de forma significativa (o que é o caso das  
codificações
+        possa ser feita de forma que faça sentido (o que é o caso das  
codificações
          mais comuns em uso hoje).</para>

-      <para>Adicionalmente, nomes de caminhos são usados como valores de  
atributos XML
+      <para>Adicionalmente, caminhos de arquivos são usados como valores  
de atributos XML
          nas trocas WebDAV, bem como em alguns arquivos internamente  
mantidos pelo
-        Subversion.  Isto significa que nomes de caminhos podem somente
-        conter caracteres aceitos no XML (1.0).  Subversion também proibe
+        Subversion.  Isto significa que os caminhos de arquivos podem  
somente
+        conter caracteres aceitos no XML (1.0).  Subversion também proíbe
          os caracteres TAB, CR, e LF em nomes de caminhos para prevenir que  
caminhos
          sejam quebrados nos diffs, ou em saídas de comandos como
          <xref linkend="svn.ref.svn.c.log"/> ou <xref
          linkend="svn.ref.svn.c.status"/>.</para>

-      <para>Embora pareça que há muito o que recordar, na pratica
+      <para>Embora pareça que há muito o que recordar, na prática
          estas limitações raramente são um problema.  Enquanto suas
          configurações regionais são compatíveis com UTF-8, e você não usar
          caracteres de controle nos nomes dos caminhos, você não terá  
problemas na
          comunicação com o Subversion.  O cliente de linha de comando dá um  
pouco
          de ajuda extra—ele automaticamente adiciona informações de  
escape
-        para os caracteres ilegais nos caminhos em URLs que você digita
+        para os caracteres ilegais nos caminhos em URLs que você digita,
          para criar versões <quote>legalmente corretas</quote> para uso
          interno quando necessário.</para>

@@ -206,7 +206,7 @@

      <para>Embora os exemplos acima efetuem o checkout do diretório trunk,
        você pode facilmente efetuar o checkout em qualquer nível de  
subdiretórios de um
-      repositório por especificar o subdiretório na URL do
+      repositório especificando o subdiretório na URL do
        checkout:</para>

      <screen>
@@ -226,8 +226,8 @@
        linkend="svn.basic.vsn-models"/>), você pode iniciar por
        fazer alterações nos arquivos e diretórios em sua cópia de
        trabalho.  Sua cópia de trabalho é igual a qualquer outra coleção de
-      arquivos e diretórios em seu sistema.  Você pode editá-los e
-      alterá-los, movê-los, você pode até mesmos apagar toda sua cópia
+      arquivos e diretórios em seu sistema.  Você pode editá-los,
+      alterá-los e movê-los, você pode até mesmos apagar toda sua cópia
        de trabalho e esquecê-la.</para>

        <warning>
@@ -295,7 +295,7 @@
        <para>Quando você realiza uma operação no Subversion
          que requer autenticação, por padrão o Subversion
          mantém suas credenciais de autenticação num cache em disco.
-        Isto é feito por conveniencia, para que você não precise
+        Isto é feito por conveniência, para que você não precise
          continuamente ficar re-digitando sua senha em operações
          futuras. Se você estiver preocupado com o fato de o Subversion
          manter um cache de suas senhas, <footnote><para>É claro, você
@@ -412,7 +412,7 @@
        </listitem>

        <listitem>
-        <para>Registrar (dar commit em) suas alterações</para>
+        <para>Submeter suas alterações</para>
          <itemizedlist>
            <listitem>
              <para><command>svn commit</command></para>
@@ -439,9 +439,9 @@
  Updated to revision 2.
  </screen>

-      <para>Neste caso, alguém registrou modificações em
+      <para>Neste caso, alguém submeteu modificações em
          <filename>foo.c</filename> e <filename>bar.c</filename> desde a
-        última vez que você havia atualizado, e o Subversion atualizou
+        última vez que você atualizou, e o Subversion atualizou
          sua cópia de trabalho para incluir estas modificações.</para>

        <para>Quando o servidor envia as alterações para sua cópia de


More information about the svn-pt_br mailing list